Aprenda todos os principais passos para migrar o servidor do seu site WordPress

Quer saber como migrar WordPress para outro servidor? Nem sempre a tecnologia que uma empresa escolhe no início do site continua sendo a melhor. Depois de alguns anos, é preciso fazer a mudanças e se adaptar ao mercado. 

Porém, essa é uma das tarefas mais trabalhosas no meio digital e requer muitos cuidados. Para não cometer nenhum erro e migrar para um novo servidor sem problemas, preparamos um guia definitivo de migração WordPress.

Lembre-se que, para garantir uma migração sem erros e furos, recomendamos uma agência especialista WordPress, como a Studio Visual.

 

Conteúdo:

 

Antes de começar a migração do WordPress

Antes de ir para as vias de fato, é necessário tomar alguns cuidados. Leve em consideração que o site deve funcionar no novo servidor da mesma forma que funcionava no antigo. Qualquer erro pode prejudicar a qualidade do site.  

Anote quais medidas devem ser tomadas antes do processo de migração do WordPress começar.

 

Reforce a segurança dos dados

Um dos principais desafios do processo de migração é fazer com que a plataforma antiga responda do mesmo jeito na nova, mesmo sendo numa arquitetura nova. Então é necessário todos os dados estarem protegidos e sem risco de se perder. 

Caso os dados não estejam protegidos, as chances de acontecer algum problema com eles cresce. Se isso acontecer, as respostas na nova plataforma serão diferentes da antiga, o que será muito prejudicial ao site. 

Reforce a segurança dos dados para eles ficarem intactos e durante a migração.

 

Desative a visibilidade para motores de busca

Como o site estará passando por mudanças, é melhor que o site não tenha tráfego. É mesma coisa que receber visitas com a casa em obras. Não é uma situação confortável. 

A maior parte dos acessos dos sites, atualmente, vem dos motores de busca. Então, desative a visibilidade. Mesmo as pessoas buscando pelo seu site, ele não irá aparecer. 

Não é nada muito complicado, basta ir nas configurações do painel de controle do site, ir na aba de SEO, e mudar o status de visibilidade. Dessa maneira, será mais simples fazer a migração.

 

Quais os requisitos mínimos necessários?

Com uma grande mudança, é necessário alguns pré-requisitos. Antes de fazer todo o processo, é preciso se preparar para ele. 

Nos próximos tópicos mostraremos o que sua equipe precisa fazer antes de começar migrar o site de um servidor para o outro. Cada um desses processos é muito importante, então, cheque regularmente se está tudo certo com os pré-requisitos.

 

Backup salvo

Quando ocorre a migração, o site novo deve responder da mesma forma que o site antigo respondia. Para essas respostas acontecerem, é necessário todas as informações. Isso só será possível fazendo um backup de todo o site. 

Mesmo fazendo um backup de tudo, algumas coisas são mais importantes do que outras. Então, preparamos uma listinha dos backups que devem ter uma atenção especial. 

  • Banco de dados
  • Arquivos gerais
  • Arquivo .htaccess
  • Robots.txt
  • Subdomínios
  • Entradas DNS
  • E-mails

Daremos uma atenção especial a alguns deles nos próximos tópicos. Eles são extremamente importante para a migração do site funcionar.

 

Banco de dados

A migração do site é a oportunidade perfeita de otimizar o banco de dados. Além de ser extremamente importante fazer o backup dele, use o momento para excluir tabelas desnecessárias. Além de salvar todos os itens fundamentais, o site vai ficar mais veloz no novo servidor. 

Além disso, verifique a versão MySQL do novo servidor. Isso irá auxiliar na criação do novo banco de dados.

 

Arquivos

Os cuidados que deve ter com o banco de dados, também deve ter com os arquivos. Avalie quais são os arquivos que realmente serão usados no novo servidor. Pode abrir mão de  plugins que não estão sendo mais utilizados e templates antigos. 

Após fazer essa avaliação sobre o que é e não necessário para o novo servidor, importe todos os arquivos para uma pasta pública e defina as novas permissões para arquivos e pastas do site.

 

 E-mail

Todo site possui um e-mail vinculado a ele. Com um novo servidor, será necessário a criação de novas contas de e-mail. Fique atento a isso para não ter problemas de login, por exemplo.

 

 Subdomínio

Muitos sites trabalham com subdomínios atualmente. Será necessário muita atenção com eles. Migrando para um novo servidor, será preciso fazer uma migração do banco de dados e arquivos relacionados a ele. 

Se possui dois subdomínios, por exemplo, deverá analisar dois bancos de dados e todos os arquivos deles.  

Como está indo para um novo servidor, será necessário recriar os subdomínios. Eles não funcionam como os domínios.

 

wp-config.php

Deverá ser feita mudanças na configuração php. Host, nome do banco de dados, usuário, senha e prefixo na tabela deverão ter novos nomes no novo servidor. 

Essas mudanças podem ser feitas nas configurações do novo servidor facilmente.

 

Entradas de DNS

Se prepare para criar novas entradas DNS. Quando se compra um domínio na internet, ele não aponta para lugar algum. Para o endereço do site te levar para algum lugar, precisa do DNS. 

O DNS é o um sistema responsável por fazer um mapeamento de um domínio ou mais números de IP.

 

MyPHPAdmin

O phpMyAdmin é uma ferramenta de software livre escrita em PHP, que lida com a administração do MySQL pela Web. Já falamos como o MySQL vai ser importante durante a migração. 

Ele vai permitir a exportação dos dados do servidor antigo para o novo. Isso só irá acontecer se o desenvolvedor garanta os acessos ao MyPHPAdmin.

 

FTP ou cPanel

Para fazer download dos dados do antigo servidor e o upload no novo, garanta acesso livre do FTP ou cPanel dos servidores. Caso isso não ocorra, não será possível fazer essa transição de dados.

 

Como migrar site WordPress para outro servidor manualmente?

Há duas maneiras de fazer uma migração de site: migração com auxílio de plugins e a migração manual. A partir deste tópico, vamos passar o passo a passo para fazer manualmente. 

A migração manual é mais trabalhosa e vai exigir mais paciência. Mas há vantagens em fazer desta maneira, afinal, estará atento a toda mudança e vai conseguir conferir se está faltando alguma coisa. Será muito mais simples de fazer uma revisão ao final do trabalho. 

 

Faça backup dos arquivos WordPress e banco de dados MySQL

Depois de fazer todos os pré-requisitos, é chegado o momento de colocar a mão na massa e iniciar a migração. Faça o backup de todos os arquivos do WordPress e do banco de dados MySQL. Não esqueça de revisar todo o conteúdo e descartar aquilo que já não tem mais utilidade. Fazendo todo o backup, é possível fazer o trabalho com mais segurança e tranquilidade. 

Não se esqueça de verificar o tamanho do banco de dados do outro servidor. Isso é essencial para que a mudança dê tudo certo.

 

Faça o upload dos arquivos WordPress e banco de dados MySQL para o novo host

Com o backup feito , arquivos salvos e banco de dados completo, é chegado o momento de subir tudo para o novo servidor. Claro que o upload pode demorar, pois a quantidade de arquivos é bem grande.

 

Atualize o wp-config.php com seus novos detalhes do banco de dados

Depois do upload, vá até o wp-config.php para a atualização do host, banco de dados, usuário, senha e prefixo na tabela deverão. O site está indo para um novo servidor, então, é necessário entregar essas informações.

 

Mudança opcional das URLs

Essa mudança irá depender da estratégia que o site está adotando. É algo opcional. Se a ideia para a mudança de servidor é por uma questão de tecnologia e atualização, a URL pode ser a mesma do servidor antigo. 

Mas caso haja uma ideia de modernização de todo o site e do projeto, a mudança da URL pode ser algo positivo.

 

Como migrar WordPress de localhost a servidor?

Se a ideia é migrar um site WordPress em ambiente local, o passo a passo é um pouquinho mais complicado e deve ser feito com muito mais cuidado. 

Confira nos tópicos abaixo como o processo funciona. Lembre-se que cada um deles é de extrema importância. Deixar de fazer algum passo pode prejudicar todo o trabalho de migração. 

  • Salve o WordPress em arquivo .zip
  • Exporte o banco de dados
  • Faça upload do arquivo .zip
  • Crie um novo banco de dados
  • Edite a raiz do WordPress
  • Importe o banco de dados local
  • Altere os comandos do site
  • Tenha cuidado com as imagens
  • Verifique o espaço da sua hospedagem
  • Atente-se para os riscos de incompatibilidade

 

Como fazer a migração em dois ambientes online?

Para executar uma migração em dois ambientes online, também é preciso bastante cuidado. Não é uma tarefa simples. Para fazer isso, indicamos um plugin duplicador. Ele pode ser instalado diretamente no WordPress sem muitas complicações. Com ele, é possível fazer uma cópia do site e deixar guardado. Ele ficará compactado como um pacote, para ser instalado no outro servidor. 

Uma segunda maneira de fazer uma migração em dois ambientes online é migração gerenciada. Uma empresa que não possui uma equipe de de TI e percebe que precisa de uma mudança no site, pode se complicar na hora de fazer uma migração. A melhor alternativa é contratar uma agência que faça isso. 

Dessa maneira, a dor de cabeça será bem menor e as chances de acontecer algum tipo de problema é mínima. 

 

Como migrar WordPress de servidor com plugin?

Os plugins são grandes ferramentas na hora de fazer uma migração. São diversas opções que podem auxiliar neste serviço. Eles auxiliam na duplicação, backup, escaneamento de arquivos, até fazer o build. 

Confira a lista abaixo com as principais opções de plugin de migração WordPress: 

  • All-in-One WP Migration
  • Apache
  • BackupBuddy
  • BackWPup
  • Migrate Guru
  • NGINX
  • Super Backup and Clone
  • UpdraftPlus
  • VaultPress
  • WordPress Duplicator
  • WordPress Move
  • WP Migrate DB
  • WP-CLI

 

 Por que migrar o site WordPress?

Um site pode estar há muitos anos no mercado e sendo um sucesso. Mas a tecnologia avança, e não tem como crescer com recursos do passado. Com uma migração, o site WordPress pode se desenvolver ainda mais e aumentar a sua qualidade, oferecendo um serviço muito melhor para seus clientes.

 

Quando é necessário migrar o WordPress?

Não existe uma resposta exata para essa pergunta. Cada caso é um caso. Mas o que podemos sugerir é sempre estar de olho nas ferramentas e tecnologias. Por isso, tenha uma equipe antenada e que busque por atualizações constantemente. Assim, será mais fácil saber se será ou não necessário fazer uma migração.

 

O que é o erro 500?

É um erro HTTP que indica dificuldade no processamento do servidor por conta de uma incompatibilidade ou configuração incorreta em uma aplicação de um site. Se estiver no processo de migração e aparecer este erro, provavelmente é por erros de regravação de URL e de diretivas PHP.

 

– – – – – – – – – – – 

Diz aí o que achou deste artigo… Se possível, compartilhe com seus amigos ou liste novas sugestões para gente. Amamos a tecnologia também! 

Siga-nos nas redes sociais. 😉