Confira os onze passos para criar seu site de vendas online

O e commerce se destaca como um dos melhores mercados para investimento. Por isso, a escolha de criar um site de vendas vem se tornando cada vez mais recorrente para impulsionar os negócios. 

O site será a vitrine principal que mostrará o resultado de todos os esforços estratégicos para vender o seu produto. Mas, não adianta apenas montar a vitrine, é necessário apostar em deixá-la atrativa e responsiva. Pensando nisso, separamos onze passos sobre como montar o seu site de vendas e começar a lucrar!

 

Conteúdo:

 

O que é preciso para criar um site de vendas?

Para começar a criar o seu site de vendas, é preciso ter em mente que a sua loja virtual deve estar preparada para receber vários clientes a qualquer momento do dia. Com atenção ao fato de que não basta o cliente chegar até o seu site, é importante que ele tenha uma ótima experiência de navegação e conteúdo. 

Por isso, atente-se em construir as seguintes fases essenciais: 

  • Ter o seu plano de negócios montado;
  • Registrar um bom domínio;
  • Criar planejamento logístico; 
  • Escolher formas de pagamento;
  • Definir o servidor de hospedagem;
  • Definir qual será a plataforma de ecommerce;
  • Começar a configurar o seu site de vendas.

 

1. Como fazer a pesquisa de mercado?

Agora, chegou a hora de detalhar como executar as etapas citadas acima. A começar pela pesquisa de mercado do seu negócio para analisar o público-alvo e informações importantes sobre seu nicho. Tenha insights que vão influenciar decisões mais assertivas sobre as suas vendas. 

A sua pesquisa deve responder essas informações:

  • Qual é o público-alvo do estudo de mercado?
  • Qual é o melhor método de vendas para seu negócio?
  • Colete o máximo de dados sobre como o seu público se comporta;
  • Faça uma análise dos seus concorrentes, diretos e indiretos;
  • Analise os dados e crie metas de resultados. 

 

Escolha o seu nicho

É muito importante que você defina o seu público-alvo com dados demográficos e interesses dessas pessoas, bem como as tendências do momento. Dessa forma, você vai estar potencializando o número de vendas ao restringir quem quer atingir, ao invés de ampliar. 

Se o mindset for atingir vários tipos de perfis, provavelmente o alcance do seu negócio será comprometido. Afinal, é muito mais inteligente atingir os compradores interessados e possíveis influenciadores, do que todos os perfis de compradores.

 

Faça uma análise de concorrência

Saiba quais são os seus concorrentes e entenda bem como não gastar esforços desnecessários para competir com domínios consolidados há mais tempo. Da mesma forma com as palavras-chave que serão utilizadas em seu conteúdo. 

Nessa etapa, o estudo do nicho vai ajudar a definir quem é seu concorrente direto e como você pode segmentar o seu público de forma que a concorrência diminua, consequentemente. 

E mais, não encare os concorrentes como algo negativo, isso mostra há mercado para o que você quer oferecer. E isso pode ser usado a seu favor. Ao definir os concorrentes, verifique o seu SEO, tráfego, anúncios, conteúdo e redes sociais.

 

2. Como escolher o tipo de site?

A primeira pergunta que você deve se fazer é: Que tipo de conteúdo meu cliente virtual irá consumir ao acessar o website? Um conteúdo base e institucional com mais informações sobre a empresa? E ir mais a fundo após esse primeiro questionamento, qual é a melhor apresentação para o meu tipo de empresa: site On-Page ou e commerce? 

 

Site de vendas profissional

Um site profissional de vendas deve ser organizado e um facilitador da busca pelos produtos. Adote uma hierarquia para que o usuário não perca o interesse e saia facilmente para a página do concorrente.

  • Faça divisão de categorias que separem os tipos de produtos, promoções e conteúdo institucional. 
  • Invista em um design agradável e condizente com a segmentação do seu público e produto. 
  • Layout adaptado para versões mobile, iPad, e outras plataformas móveis. 
  • Facilite a vida do usuário com uma boa ferramenta de busca.
  • Crie espaço para que o cliente entre em contato com você. Não esqueça que está lidando com humanos por trás das telas. 
  • Crie e passe um ambiente seguro para que o usuário faça a sua compra sem receios.

 

 Site de vendas coletivas

Alguns exemplos de sites de vendas coletivas, como o Peixe Urbano e Groupon são ótimos para avaliar o que pode ser melhorado nesse tipo de escolha de site. Desde o layout, até o tipo de vitrine para os produtos vendidos. 

O comportamento do seu público-alvo deve ser levado em consideração, também, antes dessa escolha. O perfil desse consumidor compra mais por aplicativo? Por site?

 

Site de venda de serviços

Antes de montar o seu site, defina bem os tipos de serviços que quer vender para trabalhar em cima dos principais termos de busca relacionados. Seja específico e não esqueça de segmentar o tipo de público-alvo que quer atingir.

 

Site de vendas de produtos

Se a ideia é vender produtos específicos, como roupas, acessórios ou qualquer outro segmento, prepare-se para gerenciar bem o seu estoque e criar um blog forte com conteúdo. Ter um blog a seu favor é importante para atrair tráfego e aumentar o número de conversão. 

  • Site para vendas de roupas: Um dos pontos mais importantes para o segmento de roupas é ter boas imagens delas. O visual aqui faz muita diferença na conversão de uma compra e de clientes satisfeitos.

 

Site de vendas com afiliados

Defina qual é a estratégia, criar uma marca com base forte e oferecer afiliação ou se afiliar à vários parceiros? Para ambas opções, é possível ganhar dinheiro apenas com a divulgação de produtos. A cada venda concretizada, é gerada uma comissão. 

  • Como criar mini sites para vender produtos como afiliado? Se não quiser investir em um grande site, você pode ter um blog, por exemplo, e divulgar todos os produtos que quer se afiliar. A comissão gerada de cada venda, será sua.

 

Site de vendas de imóveis

Um site de vendas de imóveis deve ter uma busca avançada e fácil para usuário, bem como uma boa qualidade de fotos nas galerias para divulgar o que está disponível. O atendimento oferecido neste site deve ser claro e eficiente. Dificilmente um usuário vai investir na compra de um imóvel que sem atendimento humano. 

Invista em formulários para atendimento e contato em vários lugares do site. Crie esse gatilho para que o cliente se sinta confortável.

 

Site de compra e venda

Um dos exemplos mais conhecidos de sites de compra e venda é o Mercado Livre. Já que o site promove os dois processos de compra, é de suma importância que tudo esteja funcionando bem, especialmente com as formas de pagamento e envio de produtos. 

Tome cuidado com a programação, segurança e desenvolvimento técnico do deste site.

 

3. Como criar um site de vendas com domínio próprio?

Crie um bom nome de domínio, pensando em buscas, concorrência e que seja de fácil memorização. Após a definição da melhor opção de domínio, você pode registrá-lo no Registros BR e verificar se já está em utilização ou se está disponível para venda.

 

4. Como escolher o servidor de hospedagem?

Ao hospedar o seu site, você pode optar por plataformas como Hostgator, Godaddy, Locaweb, porém, saiba que estas têm servidor compartilhado, ao lado de outros serviços de outras pessoas que estejam sendo hospedadas nesse mesmo servidor.

Isso pode provocar falhas de segurança e interferir no funcionamento do seu site. Por isso, considere utilizar plataformas privadas como a Digital Ocean, que garante segurança e controle sobre a infraestrutura criada.

É importante ressaltar que se você não tiver conhecimento prévio, é possível adquirir guias e tutorias disponíveis na própria plataforma ou na internet.

 

5. Plataforma para criar site de vendas

Existem vários tipos de plataformas para montar o seu negócio virtual, mas, é necessário ter entendimento sobre como vai ser a comunicação visual. Além disso, a escolha da plataforma deve visar a capacidade de suportar todo seu conteúdo e ter a segurança necessária. 

Se você se sente inseguro sobre a melhor escolha da plataforma, considere contratar um profissional para não iniciar o projeto da forma errada.

 

Como escolher a plataforma de e-commerce?

Vários pontos devem ser levados em consideração na hora de escolher uma plataforma, como: quanto você tem para investir no momento, noção de integração de sistema e protocolos de segurança. Nesse caso, a estabilidade deve ser um ponto de destaque, já que a sua loja vai funcionar 24h e a queda do servidor pode impactar em suas vendas. 

  • Site de vendas no WordPress: O WordPress possui um dos custos mais baixos do mercado para criação de sites, é uma plataforma fácil de fazer migração com outras, além da quantidade de plugins do WordPress que são voltados para e commerce.
  • Site de vendas grátis no Uol: Essa plataforma Uol Hots seria uma escolha se você desejar fazer um mini negócio para vender uma quantidade limitada de produtos ou serviços. Um dos pontos negativos dessa escolha é que você estará limitando a sua forma de pagamento ao PagSeguro, que faz parte do grupo Uol. 
  • Site de vendas no Google: A ferramenta de criação de sites Google Website Builder é gratuita, mas tem limitações. Por isso, acaba sendo uma estratégia voltada para pequenas empresas.

 

Outras plataformas para criar um site de vendas

Além das opções citadas acima, é possível considerar algumas outras plataformas para a sua loja virtual. Exemplos, como Wix, Loja 2, BPG e Nuvemshop. É importantes analisar os prós e contras de todas as possíveis escolhas, levando em conta a capacidade do servidor e, principalmente, a segurança para o seu negócio e clientes. 

  • Wix
  • Loja 2
  • BPG
  • Nuvemshop
  • Loja Integrada

 

6. Como definir o melhor design para a loja virtual?

Como dito no início, o seu site será a vitrine principal para o negócio. Dê prioridade à página inicial como o cartão de visitas para todos os usuários, e crie uma boa hierarquia de divisão de produtos, serviços ou segmentos da sua empresa. 

Estude e aplique técnicas de UX Design, que analisam a experiência do usuário e o comportamento. Assim, você terá uma plataforma intuitiva e atrativa.

 

Aparência dos seus produtos na vitrine da loja virtual

Além do estudo de técnicas de UX e distribuição inteligente do layout, é essencial o cuidado com a qualidade das imagens do seu produto. Serão fotos autorais? Ou fará uso de banco de imagens de fotos profissionais? Esses pontos precisam ser levados em conta porque farão a diferença na hora em que o cliente for avaliar a credibilidade da sua loja.

 

 7. Por que ter um site responsivo?

 Ter um site responsivo significa que a sua loja está adaptada em termos de design e tamanho para atender a visualização de vários tipos de tela, como computador, tablets e celulares. 

Você terá maior visibilidade na internet, aumenta as chances de atrair novos clientes, fica mais próximo à eles e certamente diminuirá a taxa de rejeição. Para SEO, esse tipo de site tem melhor desempenho no rankeamento, também.

 

8. Como escolher as formas de pagamento?

Há várias opções de pagamento para seu negócio virtual, entre elas: boleto bancário, cartão de crédito e débito em conta. Todos os meios possuem vantagens e desvantagens, por isso, é fundamental que você faça uma análise profunda de qual tipo de pagamento vai ser mais benéfico para a sua loja virtual. 

E o mais importante, qual dessas opções vai facilitar a compra e a experiência do seu cliente. 

 

PagSeguro

O PagSeguro é uma das formas de pagamento online mais usadas pelos brasileiros. Para lojas virtuais funciona como intermediador de pagamentos que pode ser integrado com a sua plataforma de ecommerce. 

O PagSeguro passa confiança para o cliente e mais segurança para o vendedor, mas, lembre-se que há uma taxa cobrada que varia de 4% a 6% em cima do valor de cada transação.

 

Mercado Pago

 O Mercado Pago faz parte do grupo Mercado Livre e funciona como receptor de pagamentos para o seu ecommerce. Se você não entende de programação, eles possuem um módulo para seguir as instruções e adicionar à sua loja.

É possível integrar ao WooComerce, OpenCart, Magento e Shopify.

 

9. Como garantir a segurança da loja virtual?

Para que você consiga garantir a segurança do seu negócio online, será necessário conhecer algumas medidas, como: certificado SSL, ferramenta que criptografa as informações compartilhadas em rede, com dados particulares e informações pessoais. Atuando na proteção contra ataque de hackers, por exemplo. A ferramenta é perceptível em todo site que tem “https://” na URL, isso mostra se o domínio é confiável ou não, junto à um cadeado verde. 

Há, também, o uso de selos como certificados de segurança, como Ebit e Site Blindado.

 

10. Como manter o relacionamento com o cliente em sites de vendas online?

Aposte em formulários de captação de lead, crie uma base com todos esses e-mails cadastrados e invista em conteúdo para newsletter e e-mail marketing. Dessa, forma, você estará sempre lembrando ao cliente que ele se cadastrou ou teve algum contato com o seu  negócio. 

Para isto, as redes sociais também aproximam e permitem a interação direta com o seu público.

 

11. Quanto custa criar um site de vendas?

Antes de tudo, você precisa questionar alguns pontos, como “quanto estou disposto a pagar por um site” e “em quanto tempo preciso que ele fique pronto”? Ambas questões já vão responder um norte a seguir. 

Além disso, você terá gastos com iniciais para começar o processo: domínio (seu endereço  eletrônico), plano de hospedagem de sites, layout (aparência) e conteúdo (textos, fotos e vídeos). 

Você pode ter o domínio de algumas dessas ações ou optar por terceirizar serviços específicos. As agências podem cobrar de R$ 2 mil até mais de R$ 50 mil, a depender do projeto, lembrando que, com esta opção, você terá um site completamente personalizado e com as funcionalidades técnicas em ação.

 

Como criar um site de vendas grátis?

Há várias plataformas de comércio eletrônico que possibilitam a criação gratuita de sites. Entre as mais conhecidas: Shopify, Nuvemshop, Webnode, Loja Integrada, Wix, BigCommerce, Minestore e WooCommerce. 

  • Domínio próprio grátis: O domínio será a identidade do seu site. É possível registrá-lo de forma gratuita, a menos que ele já não esteja sendo utilizado por outro usuário. Consulte e registre o seu no “Registros BR”.

 

Dicas para criar um site de vendas

Depois de absorver todas as informações deste artigo, não esqueça de anotar todas as dicas para ter um site de vendas de sucesso. Nada melhor que ter a base necessária para ir mais longe, certo?

  • Planeje bem qual será o seu público e a sua estrutura de vendas;
  • Aposte no layout do seu site;
  • Faça a otimização SEO das páginas para que sua loja seja encontrada;
  • Dê conteúdo de qualidade para seu cliente, com todas as informações possíveis;
  • Facilite a forma de pagamento com segurança;
  • Invista na qualidade da entrega;
  • Crie ações e promoções;
  • Mantenha e permita o diálogo com o cliente.

 

Como aumentar as vendas da empresa criando um site?

Invista e se preocupe com as taxas de tráfego do seu site e quais técnicas podem ser adotadas para impulsionar o maior número de visitas para sua loja. SEO, e-mail marketing, inbound marketing e conteúdo otimizado algumas das boas práticas essenciais para isso. 

  • Aplicação de técnicas de SEO: Os famosos robôs do Google levam em conta fatores de rankeamento, conteúdo, velocidade/responsividade, usabilidade e, claro, as palavras-chave que você está usando em seu negócio. 
  • Invista em inbound marketing: Além de pensar em técnicas de SEO, abuse do Inbound Marketing, que possibilita a atração de tráfego de usuários e converter esse número em clientes. Com promoção de blogs, ebooks, newsletters, e-mail marketing e redes sociais. Tenha bem definida a sua persona e invista com todas essas técnicas.

 

Empresa que cria site de vendas

O mercado está repleto de empresas que criam sites online. Mas, é importante analisar a fundo quem você está contratando. Comece estudando os cases de sucesso da empresa, quais são os clientes atendidos, portfólio e reputação. É necessário que exista uma identificação com o processo de trabalho dessa empresa e, também, com o seu tipo de negócio. 

  • Assessoria para criar sites de venda online: Entre em contato conosco! Somos especialistas no assunto e vamos te ajudar com as soluções digitais para elevar o nível do seu negócio online.

 

Como usar as redes sociais para o site de vendas?

  • Vendas no Instagram: O Instagram é uma rede social que possibilita trabalhar a imagem que quer passar da empresa, assim como a humanização dela. Afinal, ao saber que há pessoas por trás da loja virtual passa muita credibilidade para o cliente. Aposte em ações, promoções e em anúncios que promovam os seus produtos e alcancem mais pessoas selecionadas para o nicho. 
  • Vendas no Facebook: No Facebook você pode impulsionar vendas com anúncios, expor os seus produtos mais relevantes e conectar o seu público personalizado. A rede social também permite que você mostre um catálogo com seus produtos e crie uma interação direta com o cliente. 

– – – – – – – – – – – 

Diz aí o que achou deste artigo… Se possível, compartilhe com seus amigos ou liste novas sugestões para gente. Amamos a tecnologia também! 

Siga-nos nas redes sociais. 😉